Pages - Menu

31 de agosto de 2012

Condenáveis


O livro conta a relação, se é que pode dizer que há uma, de Leonardo (ou Leozinho como é chamado no livro) e seu pai, o Trovão, policial civil, conhecido pelo combate ao tráfico de drogas.
O livro inicia quando Leonardo descobre, através de um programa de TV, que seu pai foi preso através da "Operação Guilhotina", sendo acusado de repassar informações sigilosas e venda de armas a traficantes no Rio de Janeiro. Entretanto esse apenas foi mais um ponto para que a distância entre eles se tornasse maior, mas tudo começou quando ele ainda era criança.
Filho de pais separados, o pai sempre foi um estranho e desde pequeno tinha certa aversão as visitas daquele homem a quem chamava de pai. Isso se acentuou na adolescência, até que um fator determinante fez com que rompessem totalmente os laços, se é que existiu em algum dia...

Fiquei muito feliz ao receber o e-book do Leonardo (primeiro parceiro do Baú :D), me interessei de cara pelo livro. Acredito por tratar de temas tão atuais do nosso país como a corrupção. Mas a essência do livro não é essa e sim o relacionamento de um pai e um filho.
Gostei bastante da leitura! Fácil, simples, foi como se eu tivesse pego o próprio diário dele e invadido toda a sua privacidade. Digo que ele foi muito corajoso ao se abrir tanto.
É um livro que te prende, pois queremos entender o que faz a relação de pai e filho simplesmente não existir. Admito que por vezes fiquei triste, afinal não há como não se envolver (se eu já me envolvo com ficção, imagina reais...), mas por dois motivos: o primeiro porque naturalmente se espera uma solução, um momento em que um ou o outro vai ceder, pedir perdão. O segundo porque lembrei muito de um amigo que tenho e apesar das histórias não terem qualquer semelhança, foi impossível não lembrar dele e da relação conturbada que tem com o pai. E das milhões de vezes que já ouvi ele dizer que não gosta do pai.
Acho que foi um choque de realidade. Eu pensava quando esse meu amigo dizia isso, "ele diz isso da boca pra fora. Pai é pai!". Mas entendi que "pai é pai", quando se tem um.
Apesar do tema, ele consegue tirar boas risadas, ele é de um senso de humor incrível.

Eu gostei muito do livro é daqueles que te faz refletir, pensar. Faz a gente ficar divagando e pensando nas decisões que cada um tomou. Não há mocinho, não há vilão. Acredito que ambos são os dois. Como o próprio nome do livro, ambos são Condenáveis.

Indicação certa! Para quem não leu, vale a pena conferir!

Beijo grande
Pri

26 comentários:

  1. Estou para ler esse livro Prih *-* Que bom que você gostou, pois me anima a lê-lo ainda mais depressa e convicta!
    Parabéns pela resenha viu flor ?:**

    ResponderExcluir
  2. Oie Preto no Branco :))

    Leia mesmo! É um livro de leitura fácil, daqueles que nos faz ficar pensando... pensando... :)

    Beijo grande :*

    ResponderExcluir
  3. Adorei a história e a capa é super legal.
    Gosto de livro assim, que trata do cotidiano, família e seus conflitos. Acho que por isso amo Clarice Lispector <3 ahsuahsua
    Adorei a resenha.

    Tem selinho para você lá no blog :)
    http://fulanaleitora.blogspot.com.br/2012/08/selinho-e-meme-2.html

    Beijinhos,
    fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Gostei, rs, parece ser bom
    Beijos

    http://cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Kezia :)

    A capa tem todo um contexto, lendo o livro vais entender! :)
    Eu gostei bastante dele!

    Ahh siim! Obrigada por mais um selinho! Adorei!

    Beijuu :*

    ResponderExcluir
  6. Oi Bruna ;)

    É sim, vale a pena conferir!

    Beijo grande :))

    ResponderExcluir
  7. Passando pra divulgar o meu novo blog , sei que é chato mas estou começando ,poderia dar uma olhada lá? http://cantinhodasleituras.blogspot.com.br/ Obrigado desde já (:

    ResponderExcluir
  8. Oi Larissa!

    Sem problemas! Vou dar uma passadinha lá!
    Volte sempre que quiser!

    Beiju :)

    ResponderExcluir
  9. Esse livro parece ser uma crítica social bem interessante!
    Adorei a resenha!

    Um beijo,
    Vinícius - Livros e Rabiscos
    Tem promoção nova, de "Sábado à Noite", da Babi Dewet. ;)

    ResponderExcluir
  10. Olá Vinícius!

    Além da crítica, tem todo o contexto do relacionamento do pai e filho! Muito bom, vale a pena conferir!
    Obrigada :))

    Abração ;)

    ResponderExcluir
  11. Achei bastante interessante a história mas ela só está no formato e-book? É que eu ODEIO e-book, mas enfim talvez eu faça o sacrifício de le-lo nesse formato já q a história parece ser ótima.

    Comenta lá no blog?
    www.nadandoemlivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Que bom que gostou desse livro, Pri! Eu tb achei ótimo. A escrita do Léo é super fluída, né?

    Acho que muita gente por aí aponta o dedo pra quem cresce com um pai ausente que não esconde que o mesmo não faz falta. Mas acho que se dizem isso, é pq não viveram ou não tem noção de como é... Uma atitude que em hipotese alguma deve ser condenável, né? Foi essa a mensagem que esse livro me passou.

    Bjokas
    Flavia - www.livrosechocolate.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Fabrício!

    Eu recebi no formato e-book, mas acredito que tenha impresso sim! Mas se vc não encontrar, vale a pena o sacrifício, o livro é muito bom!

    Obrigada pela visita e volte sempre que quiser ;)

    ResponderExcluir
  14. Oi Fla :))

    Sim! Fluída, clara e muito boa de ler! Eu gostei mesmo do livro!
    Isso, foi exatamente o que pensei! As pessoas 'condenam' sem entender/conhecer o contexto e tudo o que cada pessoa vive.
    Essa mensagem ficou muito clara no livro.

    Beijão :*

    ResponderExcluir
  15. hmmm fiquei curiosa... gostei da capa, do enredo... e pelo fato do nome do autor ser o nome do personagem também.... tem coisa aí? rs

    ResponderExcluir
  16. já li outra resenha sobre este livro, mas ainda assim nao me chama a atençao ;s
    beijos
    - No Limite da Leitura

    ResponderExcluir
  17. Oi Eliana :))

    Então mate a sua curiosidade (rs) ;)
    É a história real dele com o pai. Gostei e para mim, vale a pena conferir!

    Beijão :*

    ResponderExcluir
  18. Oi Camila :)

    Sei como é, existem muitos livros, do qual li resenhas e não conseguiu despertar aquela vontade de ler.
    Admito que o livro não é o estilo de livro que costumo ler, mas gostei muito de ter me aventurado, valeu a pena :)

    Beijo grande :))

    ResponderExcluir
  19. Oi pri, obrigada pela visita la no blog ^^

    não curto muito esse tipo de livro, mais adorei a resenha..

    bjs
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi Camila!

    De nada! E obrigada por visitar o meu tbm e volte sempre que quiser. Bem vinda! :)

    Beijão :*

    ResponderExcluir
  21. Olá! Vi que mudou o layout de novo! kkk mas também achei esse bem legal. Em relação ao livro,continuo muito interessada pela leitura,pois o livro parece ótimo! Adorei sua resenha.
    beijos

    strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Adorei a resenha, mas tenho que admitir: eu não gostei da capa uahsua
    Um beijão.

    http://livrodagarota.blogspot.com.br (pode enviar as fotos de seus livros para o Mostre sua Estante, será um prazer mostrar no blog sábado)

    ResponderExcluir
  23. Oi Jessi :))

    Mudei. De novo...rsrsrs
    É que encontrei alguns blogs com aquele layout e como, provavelmente são mais antigos do que o meu, o direito é deles né..rsrs
    Estou ainda a procura do layout perfeito! rsrs

    Quando ao livro, vale a pena conferir! Gostei muito dele :))

    Beijão :*

    ResponderExcluir
  24. Garota do Livro :))

    Que bom que gostou! Sabe que, quando li a resenha do livro em outro blog, também não me agradei muito da capa. Mas ela tem todo um contexto, que lendo a gente entende! ;)

    Beijão flor!

    ResponderExcluir
  25. Eu adorei o livro também! Admiro demais a coragem dele de ter confessado tantas coisas :)
    Beijos, Ju- Céu de Letras

    ResponderExcluir
  26. É verdade Ju!

    Também o admirei muito por isso!

    Beijo grande :*

    ResponderExcluir

Bem vindos ao Baú de Histórias!
Deixem seus comentários e sugestões!
Abram o Baú e descubra o que há nele!